Teste para cozinheiro

Não sei o que o leitor pensa sobre o assunto, mas para mim um concurso para cozinheiro deve testar os conhecimentos específicos do candidato sobre a arte de preparar um bom prato. Saber cozinhar bem já exige uma formação bem ampla, que vai da matemática à física, da psicologia à literatura, passando pela botânica, zoologia e contabilidade. Se souber escrever, melhor. Mas se tiver mais cuidados com a higiene, prefiro.

Por conta deste pensamento, inventei de sugerir um pequeno teste para os cidadãos que queiram preencher as noventa vagas. Aproveite e teste seus conhecimentos também.

1 – Para o arroz ficar soltinho, devemos: (a) cozinhar os grãos um a um. (b) provocar um racha no partido. (c) levá-lo à parada gay. (d) desistir dessa bobagem, pois o arroz tem todo o direito de manter a união da classe como forma de defender a soberania contra as interferências internacionais.

2 - Fritar um ovo é uma das tarefas mais difíceis da culinária. Para que o mesmo não grude no fundo da frigideira e nem espalhe óleo por todo o quarteirão, é imperativo que o cozinheiro: (a) não gema. (b) faça tudo às claras. (c) peça uma pizza. (d) converse com a galinha e a convença da importância de que seus ovos sejam menos rebeldes.

3 – Para que a sopa da merenda não queime na panela, uma dica infalível é: (a) usar macarrão de letrinhas, tendo o cuidado de retirar todas as que possam designar este ou aquele partido político. (b) deixar a batata assar. (c) não usar cenouras: só “cenouritas” (essa doeu). (d) levar tudo para a câmara, que vai mexer pra cá, mexer pra lá e manter tudo em banho-maria até o caldo entornar.

Deixe um comentário


Imagem de Segurança